Como gerenciar indicadores de prazos médios de recebimento, pagamento e estocagem

Para que o negócio, seja qual for o segmento, tenha sucesso é necessário suporte. Warre Buffet, um dos homens mais ricos do mundo, declara que “a contabilidade é a linguagem do negócio”. O negócio precisa ser bem gerenciado, e não se gerencia sem indicadores que contribuam para tal.

Toda empresa possui um processo interno, começando pela aquisição de mercadoria ou matéria-prima para elaboração de produto. O objetivo normal de qualquer organização, por sua vez, é gerar riquezas. Portanto, transformar a mercadoria/produto em dinheiro, por meio das vendas.

Consideramos este processo como fases operacionais de uma empresa. Estas fases possuem uma duração. Na compra da mercadoria ou matéria prima, que posteriormente torna-se um produto, este é armazenado, até o momento da sua venda. Após a venda, como na maioria das entidades é feito a prazo, existe um período entre o processo de venda e o recebimento efetivo.

Estes intervalos devem ser gerenciados de maneira efetiva, caso contrário, o lucro e o fluxo de caixa da empresa serão afetados, pois para a aquisição das mercadorias/produtos a empresa realiza compras.

Onde entra a contabilidade nisso tudo? Mais do que registrar as informações financeiras de sua empresa, a contabilidade pode dar ao empresário suporte necessário para gerar esses indicadores de prazos e poder reavaliar as necessidades, por exemplo da redução do prazo de recebimento, ou aumento no prazo de pagamento ao fornecedor.

Quando há um desequilíbrio nestes prazos, os recursos acabam se desgastando e os empréstimos bancários entram em cena, por exemplo, com altos juros e encargos financeiros.

A seguir, apresentaremos os três principais indicadores de prazos médios, que são: o prazo médio de estocagem, o prazo médio de recebimento e o prazo médio de pagamento.

O primeiro, prazo médio de estocagem, serve para medir o tempo médio que o produto/mercadoria fica armazenado até a venda. Tal cálculo é realizado por meio da fórmula:

O prazo médio de recebimento, por sua vez, revela quanto tempo leva para o recebimento efetivo da venda. A fórmula aplicada a este indicador é:

 

Com a soma do Prazo Médio de Estocagem e do Prazo Médio de Recebimento, adquirimos, o que consideramos de ciclo operacional da empresa.

Já o Prazo Médio de Compras aponta quanto tempo demora para quitar suas compras. Para chegar neste resultado, aplica-se a fórmula:

Com estes três valores em mãos, é possível identificar se a empresa tem prazos equilibrados, quando consegue sanar suas compras utilizando recursos próprios. Quando o prazo de compras ocorre antes mesmo da venda ou recebimento efetivo da venda, consideramos esta diferença como ciclo financeiro. Este, quanto menor melhor para sua empresa.

Indicadores são fundamentais para entendermos as dores do nosso negócio e nos prepararmos melhor para lidarmos com elas e saná-las. Aí que o suporte do seu Contador se torna fundamental, pois quanto mais estratégico for o trabalho da sua contabilidade, menos suscetível à crise de mercado, concorrência e outros problemas você estará.

O Contador deixa de ser aquele profissional que fica escondido atrás de pilhas e pilhas de papéis e guias de pagamento para trazer à você as informações que ajudarão a transformar seus números em resultados positivos. É nisso que nós da Komcorp acreditamos. E é nisso que somos especialistas. Entre em contato conosco e saiba mais.

*Artigo escrito pelo nosso Especialista Contábil, José Roberto Silva Junior.

 

Deixe seu comentário

Voltar ao topo

// Nosso endereço

Encontre-nos

Informações de contato

Escreva para nós que entraremos em contato o mais breve possível.